Árvore Gaurea: Espécies, Características, Cuidados Essenciais

Saiba tudo sobre essa famosa árvore!

Você já ouviu falar sobre Guarea?

Guarea é um gênero de árvores que tem inúmeras espécies. São árvores de porte grande medindo aproximadamente entre 20 a 45 metros de altura e seu tronco possui em média 1 metro de diâmetro.

Pertencente a família Meliaceae, são nativas da América Central, América do sul e da África tropical.

Árvore Gaurea

Elas são árvores hermafroditas ou dioicas, e suas folhas pinadas, possuem gema terminal normalmente de crescimento intermitente. Possui folíolos opostos, subopostos ou alternos.

De acordo com as espécie, seu fruto se apresenta como uma cápsula loculicida, com 2 a 10 valvas, podendo ser rugosa, lisa, costada ou mesmo tuberculada.

Árvore Gaurea 1

Vamos conhecer algumas espécies da Guarea

Esse gênero de arvores possui um número grande de espécies, vamos conhecer algumas;

  • Guarea blanchetti;
  • Guarea glabra;
  • Guarea cartaguenya;
  • Guarea grandifolia;
  • Guarea pohlii;
  • Guarea cedrata;
  • Guarea chichon;
  • Guarea costata;
  • Guarea davisii;
  • Guarea excelsa;
  • Guarea gardneri.
Árvore Gaurea 2

Em São Paulo as espécies mais frequentes são:

  • Guarea guidonia
  • Guarea kunthiana
  • Guarea macrophylla

Essas arvores do gênero Guarea também podem ser encontradas na floresta tropical seca, que também é conhecida como mata seca.

Vamos entender um pouco mais sobre as características de cada uma dessas espécies e os seus nomes populares mais frequentes.

Guarea macrophylla

flores dela

Nome cientifico de arvores de distribuição neotropical que levam esses nomes como:

  • Saco-de-gambá;
  • Pau d’arco;
  • Marinheiro;
  • Camboatã.
Fotos da Árvore Gaurea

Existe a subespécie Guarea macrophylla tuberculata que também são designadas como:

  • Café-bravo;
  • Ataúba;
  • Calcanhar-de-cotia;
  • Canjerana-do-brejo;
  • Catiguá-morcego;
  • Catiguá-branco.

Essa última é nativa do Brasil, mais precisamente nos estados de São Paulo e Rio de Janeiro.

Essas árvores apresentam folíolos lanceolados e coriáceos, e suas flores ficam dispostas em panículas, e seus frutos são cápsulas em tons avermelhadas.

Os nomes são bem diferentes, em cada região esses gêneros de arvores são conhecidos por diversos nomes diferentes.

No entanto são arvores muito altas e muito utilizadas no paisagismo devido a sua enorme copa o que favorece uma refrescante sombra.

Guarea guidonia

Gaurea

A Guarea guidonia, como sabemos é o nome científico de algumas árvores do gênero

Guarea e pode ser encontrada pelos seguintes nomes populares:

  • Marinheiro;
  • Taúva.

Essas espécies são encontradas com frequência em região com matas degradadas e também nas matas.

São árvores de porte médio, medindo cerca de 15 a 30 metros de altura, e normalmente bastante copada. Suas folhas são compostas pinadas, possuindo 16 folíolos entre 20 a 25 cm.

Possui floração branca muito vistosa e perfumada, e seus frutos quando maduros se abrem expondo de 4 a 6 sementes por arilo vermelho, contrastando com o interior do fruto branco.

Essas árvores costumam florescer no mês de Dezembro, e seus frutos ficam maduros entre Novembro a Dezembro.

imagens da árore

Suas cascas são utilizadas para fins medicinais, tendo propriedades como:

  • Laxantes;
  • Vermífugas;
  • Febrífugas;
  • Adstringentes.

Elas possuem madeira branca e são muito valorizadas.

Guarea kunthiana

na cidade 1

Essa espécie de arvores também são conhecidas pelos nomes populares:

  • Peloteira;
  • Marinheiro.

São nativas da região da Costa Rica ao Paraguai e também da Bolívia. No Brasil ocorre no Sul, Sudeste e no Planalto Central, os principais são Paraná e Santa Catarina

Família Meliaceae

na primavera

Como vimos essa família é a qual pertence o gênero Guarea, vamos conhecer um pouco dessa família.

É uma família composta por arbustos e árvores, que são dióiocos ou monóicos. Possuem cascas muitas vezes extremamente amargas e ainda com a presença de células secretoras de resina.

Suas flores são bissexuadas ou unissexuadas por aborto, sendo sempre compostas, alternas, pinadas, sem estípulas e algumas vezes com púlvinos na base.

Elas possuem pistilódios e estaminódios muito bem conservados, seus filetes são livres unidos em tubo ou ainda podem ser adnatos na parte inferior do androginóforo colunar.

Seus frutos são cápsulas loculicidas, septífragas ou muito raramente drupas.

no mato

A família Meliaceae possui 8 gêneros neotropicais, sendo 4 gêneros nativos, no estado de São Paulo, são eles:

  • Guarea;
  • Cabralea;
  • Cedrela;
  • Trichilia.

E dois que são introduzidos:

  • Aglaia
  • Melia

Ela representa aproximadamente 550 espécies em cerca de 50 gêneros, estando entre elas algumas de valor econômico, como a madeira do cedro-rosa e do mogno entre outros.

Como podemos ver é uma família muito grande, e seus diversos gêneros estão espalhados por vários estados e países diferentes.

Conservação das espécies de Meliaceae

no pé

Nos dias atuais a excessiva exploração mundial de espécies de Meliaceae, tem causado uma considerável redução na população dessas espécies.

Aqui no Brasil essa exploração desordenada, ocorre principalmente na região amazônica, provocando dessa maneira um impacto enorme, sobre a estrutura genética e também populacional nas áreas de ocorrência natural.

As altas taxas de desmatamento aliada a esse processo de exploração, está provocando a fragmentação das áreas contínuas da floresta tropical. Causando inclusive o isolamento de populações inteiras, prejudicando dessa forma o fluxo gênico entre os indivíduos.

Devido esse desmatamento desordenado, diversos projetos que visam a proteção e conservação das espécies foram propostos, inclusive a espécie Swietenia macrophylla encontra-se ameaçada de extinção. Todavia não obtiveram sucessos nesses projetos, estando atualmente proibida apenas e exploração dessa espécie.

no verão

Conscientização sobre a extinção das espécies de árvores

A cada dia mais a exploração desordenada nas florestas, está destruindo as mais variadas espécies, causando um verdadeiro caos, até no nosso clima.

Faz-se necessário uma conscientização mais profunda da população, afim de que se preserve nossas florestas, principalmente a amazônica, pois está lá o futuro do nosso planeta.

Muitos projetos são feitos, mas na maioria das vezes, sem surtir o efeito necessário, logo muitas espécies de árvores estão entrando em extinção.

Esse gênero que vimos acima, a Guarea são árvores de suma importância em nossas matas. Devido seu tamanho e formato é também muito utilizada no paisagismo.

silvestre

Gostou das nossas dicas?

E ai gostou das nossas dicas? Conhecer a história, seus significados e suas origens é algo realmente fascinante.

Como vimos, as árvores de todas as espécies e gêneros são de suma importância para a natureza, dessa maneira vamos nos conscientizar cada vez mais sobre a importância de preservar todas as espécies.

Veja também: Árvores para Fazer Sombra na Calçada

E ai gostou desse artigo? Deixe seu comentário, sua sugestão, ajude-nos a disseminar o conhecimento! Você tem essa árvore na sua casa? O que você achou da história dela? Qual é a espécie que você costuma encontrar na sua cidade? Participe pelo campo de comentários!

lory aguiar
Atualizado em 10-28-2021 por Lory Aguiar

Compartilhe nas Redes Sociais! :)

Facebook Twitter Pinterest Linkedn

Você leu Árvore Gaurea: Espécies, Características, Cuidados Essenciais. O Meu Verde Jardim estará aqui para te ajudar sempre que precisar!

1 comentário em “Árvore Gaurea: Espécies, Características, Cuidados Essenciais”

  1. Amiga, a identificação da sua planta está errada. As fotos são de Tabebuia aurea, um tipo de Ipê-amarelo. Guarea é um gênero com flores bem diferente dessas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *