Efeitos Surpreendentes das Músicas no Crescimento das Plantas

Você sabia que alguns estilos musicais podem estimular o desenvolvimento da sua planta? Entenda como isso é possível!

Publicado em e atualizado em: 07-12-2019 por Lory Aguiar

Assim como os seres humanos, as plantas são afetadas por todos os estímulos que tem ao seu redor. Isso explica porque mudar uma planta de lugar pode potencializar a sua floração ou mesmo fazê-la sucumbir. E, por conta deste efeito ambiental sobre elas, os efeitos da música sobre as plantas vem sendo estudados a décadas. E a notícia curiosa é que não é um mito: as músicas de fato influenciam no desenvolvimento de uma planta.

Nos seres humanos, as músicas suscitam emoções, modificam estados psicológicos e liberam neurotransmissores das mais variadas sensações. E nas plantas, quais são os efeitos da música?

Conteúdo

Música e Estômatos

efeitos da música

Na epiderme da planta, se encontram os estômatos, que nada mais são células que realizam movimentos de abrir e fechar de acordo com gatilhos externos. Praticamente todas as plantas terrestres possuem estômatos em sua epiderme. São os estômatos que realizam a fotossíntese, em que o dióxido de carbono é convertido em oxigênio – a chamada respiração celular. Além da fotossíntese, eles são responsáveis pela transpiração das raízes das plantas, o processo em que o vegetal elimina o excedente de água que foi absorvido do solo, transformando o líquido em vapor.

Estudos indicam que os estômatos abrem e fecham de acordo com a música que esta sendo tocada no ambiente onde se encontra a planta. Cada vibração tem um efeito sobre os estômatos. E quando ele abre, a planta absorve mais oxigênio, além de nutrientes presentes no ar, como o cálcio. Algumas plantas também absorver melhor os fertilizantes presentes no solo durante a abertura dos estômatos.

E é aqui que entendemos como a música influencia no desenvolvimento das plantas: estimulando a abertura dos estômatos e tornando nutrientes e oxigênio mais disponíveis para elas.

Efeito Mozart

música

Os estudos realizados com música e plantas experimentaram diversos estilos musicais para ver quais são as vibrações favoritas dos vegetais. As melhores músicas são aquelas com ritmos suaves e timbres calmos. Assim sendo, elas se mostraram mais abertas à música clássica, como Mozart e Bach, do que ao rock, como The Beatles e Nirvana. Ao que tudo indica, o excesso de vibrações pode até mesmo irritar os estômatos, causando uma tensão que dificultaria a absorção de nutrientes.

Isso não quer dizer que o rock ou ritmos mais pesados são ruins. Apenas significa que as plantas tem uma preferência pela sutileza quando se trata de música.

Volume

musicas e plantas

Não só o estilo musical influencia como o volume no qual a música esta sendo tocada. Um estudo do Instituto de Biotecnologia Agrícola da Coréia do Sul demonstrou que a melhor frequência é entre 125 e 250 hertz. Eis um volume que nem é baixo, nem alto. Está na média. Também sendo ideal para a audição humana.

Que tal você experimentar os efeitos da música no seu jardim? Experimente criar uma lista de reprodução para as suas plantas e não esqueça de nos relatar os efeitos.

O que achou disso? Curioso, não? Que música você vai tocar para as suas plantas? Comente abaixo!

Compartilhe nas Redes Sociais! :)

Facebook Twitter Pinterest Whatsapp

Você leu Efeitos Surpreendentes das Músicas no Crescimento das Plantas. O Meu Verde Jardim estará aqui para te ajudar sempre que precisar!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.