Ervilha-de-cheiro: Origem, Cultivo, Espécies, Cuidados e Dicas!

Veja como cultivar essa planta na sua casa!

Publicado em e atualizado em: 22-04-2022 por Lory Aguiar

Você conhece a ervilha-de-cheiro, suas características e cuidados que precisa tomar para o seu cultivo? Continue lendo esse artigo e você aprenderá mais sobre essa linda planta que a cada dia vem ganhando espaço nas casas atuais.

como cuidar

A ervilha-de-cheiro que também é conhecida como ervilha-cheirosa ou ervilha-doce de nome científico Lathyrus odoratus faz parte da família Fabaceae e se trata de uma planta trepadeira (plantas com características arbustivas que necessitam trepar para que encontrem a luz do sol).

cor rosa

A ervilha-de-cheiro possui em média 1,80 metros, podendo em algumas situações alcançar até 2,5 metros de altura. A ervilha-de-cheiro também pode ser cultivada para permanecer com estatura baixa, chegando a atingir pouco mais de 40 ou até 50 cm de altura, mas isso vai da opção do seu cultivador.

Origem 

A ervilha-de-cheiro tem sua origem no continente europeu, na região do mar Mediterrâneo, porém foi descoberta na região da Sicília, maior ilha do mar Mediterrâneo, pertencente a Itália. 

Foi descoberta por Franciscano Franciscus Cupani, monge franciscano que além de naturalista também era fascinado por botânica. A ervilha-de-cheiro foi registrada pelo monge e publicada no Hortus Catholicus em 1697. Ainda podemos encontrá-la também em Portugal, nas regiões do Arquipélago da Madeira.

cor rosa 1

Como cultivar

À medida que você deseja se comprometer com o cultivo de uma planta, é necessário seguir alguns cuidados para que elas cresçam fortes, bonitas e saudáveis. É importante entender que cada processo de cultivo é diferente e por isso você tem que ter atenção para não se descuidar de sua planta e ela acabar sofrendo as consequências, vindo a adoecer ou morrer. 

cor rosa 2

Antes de mais nada é fundamental saber que a ervilha-de-cheiro é uma planta anual, logo, não espere que ela venha florescer a cada estação. Ela possui sua propagação por meio das sementes que podem ser plantadas em um local pré-definido, onde deve permanecer ali para iniciar o processo de germinação e desenvolvimento.

Assim que as mudas cheguem a atingir cerca de 4 cm de altura, elas poderão ser transplantadas. No momento de semear é bom atentar para que as sementes fiquem cerca de 1 cm de profundidade. 

cuidados

Uma técnica que pode ajudar na semeadura da ervilha-de-cheiro, é depositar as sementes em um pote com água durante um dia, isso irá apressar a germinação, que geralmente dura entre uma a duas semanas. Após a polinização, nascem pequenas vagens, quase idênticas aos da ervilha comum.

Solo e clima para o seu cultivo

A ervilha-de-cheiro é uma planta fácil de ser cultivada, o clima em que ela se adapta com maior facilidade é o subtropical ou mediterrâneo, o que seria algo mais inclinado para temperaturas frias ou amenas.

Cuidados com Ervilha de cheiro

A temperatura ideal para o seu cultivo, deve se manter em média de 20°C. Vale ressaltar que ela não terá um bom desenvolvimento se cultivada em clima quente, o que afetará o seu crescimento e a sua estética. 

As melhores estações para o seu cultivo são o outono, o inverno e no começo da primavera, porém pode variar dependendo da região onde está sendo cultivada. 

Cultivo de Ervilha de cheiro

O solo ideal para o seu cultivo deve ser profundo, rico em adubo, fértil e bem drenado, deve-se atentar para que o pH do selo esteja de 6 a 7,5, pois em solos desgastados ela não tem bom rendimento. 

em várias cores 2

Iluminação adequada

A iluminação é um requisito fundamental para o crescimento da ervilha-de-cheiro, pois ela só ficará vistosa se receber luz. 

A luz mais indicada é a luz solar, certifique-se de que a planta não passa mais que algumas horas tomando sol, se ela ficar exposta por longas horas poderá sofrer queimaduras e micro-rupturas, o que compromete seu crescimento e estética.

em duas cores 2

Floração

A floração é o período que vai desde o momento da abertura do botão floral até o desabrochar da flor. As ervilhas-de-cheiro, possuem o seu momento de floração de acordo com o plantio e também da região onde está sendo cultivada. Vamos entender como funciona a floração.

Esse período é instigado quando se tem o prolongamento da duração dos dias na primavera. Quando as plantas passam pelo processo de semeação datando no início do outono, principalmente em regiões onde se tem o inverno brando, elas podem começar seu processo de floração durante o inverno. 

dicas de cultivo

Seguindo esse pensamento, quando se cultiva a ervilha-de-cheiro em locais onde o verão é mais ameno e tendo suas sementes semeadas logo no fim do inverno já entrando na primavera, a sua floração ocorre já no fim da primavera, entrando no verão.

em várias cores 1 2
Ervilha de cheiro
Ervilha de cheiro 1
para casamento
para decoração
rosa 2
roxa
roxa 1
vermelha

Curiosidades sobre a ervilha-de-cheiro

As ervilhas-de-cheiro possuem algumas peculiaridades que as tornam uma das trepadeiras mais belas que existem, veremos a seguir algumas de suas principais características.

  • Suas flores possuem uma beleza exorbitante, podendo variar a sua coloração entre várias cores que unidas proporcionam um visual elegante e único.
  • As flores podem ser nas cores brancas, vermelhas, rosas e com tonalidades puxadas para o roxo. 
  • Em alguns casos, é possível encontrar cultivares com ervilha-de-cheiro com flores bicolores, que é a fusão de duas cores, sendo perceptível as duas, como algo em dégradé.
  • Suas flores possuem ótima fragrância, mais puxado para aromas suaves e doces, é bastante usado na perfumaria tradicional feminina.
  • É adequada para muros altos e postes, pois como se trata de uma planta trepadeira, ela preenche todo o espaço dando um ar de véu florido, isso quando bem cultivada
  • Mesmo sendo semelhante a ervilha comum, deve-se evitar o seu consumo, pois suas sementes possuem substâncias tóxicas e não devem ser ingeridas, se por acaso for comer, coma em baixíssimas quantidades e em pouca frequência. 
  • Na hora de cultivar, se forem pequenos cultivares, é possível que sejam plantadas em jardineiras e vasos, os vasos devem possuir um tamanho mínimo de 20 cm tanto em diâmetro como em profundidade. 
  • No caso de grandes cultivares, é aconselhável que fiquem no jardim, crescendo ao lado de treliças ou suportes que darão apoio ao seu crescimento, pois suas gavinhas precisaram se sustentar para que seu crescimento se dê na forma horizontal.

Você tem dúvidas sobre o cultivo desta planta? Comente abaixo!

Compartilhe nas Redes Sociais! :)

Facebook Twitter Pinterest Whatsapp

Você leu Ervilha-de-cheiro: Origem, Cultivo, Espécies, Cuidados e Dicas!. O Meu Verde Jardim estará aqui para te ajudar sempre que precisar!

2 comentários em “Ervilha-de-cheiro: Origem, Cultivo, Espécies, Cuidados e Dicas!”

  1. Dionísio Pinto da Silva

    Muito bem explicativo e encantador a explicação e como cuidar em ambientes diferentes e a questão climática também..gostei muito obg vou tentar ter uma no meu ap. Em São Paulo Butantã

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.