13 Plantas Medicinais que Podem ser Usadas como Remédios

Conheça as plantas, ervas, raízes e flores poderosas para saúde da sua família!

Publicado em e atualizado em: 30-12-2021 por Lory Aguiar

A fitoterapia – uso de plantas medicinalmente – é um dos tipos de medicina mais antigos da história da humanidade, que se desenvolveu em diversas regiões diferentes, se valendo de ervas, cascas, flores, tubérculos, raízes, folhas e frutos com propriedades que podem fortalecer o sistema imunológico e tratar diversas condições de saúde.

Plantas Medicinais

Você pode cultivar muitas dessas plantas na sua casa, mantendo uma fonte natural de medicamentos que apresentam poucos colaterais e contraindicações. Nesse novo guia do Meu Verde Jardim, selecionamos algumas das plantas medicinais que você pode cultivar em casa e podem ser utilizadas como remédios.

Plantas Medicinais 1

Antes de utilizar uma planta de forma medicinal, você deve consultar o seu médico, assim como conhecer as contraindicações, efeitos colaterais, formas seguras de consumo e interações medicamentosas.

Plantas Medicinais 2

Os remédios fitoterápicos mais seguros são aqueles que já foram exaustivamente estudados pela ciência e tem sua comprovação legitimada pela academia.

Confira um resumo deste artigo na tabela abaixo:

Ginkgo Biloba Auxiliar no tratamento de demência e doença de Alzheimer.
AçafrãoAção antioxidante e tratamento de doenças de pele.
AshwagandhaCalmante natural e poderoso anti-inflamatório
BeladonaTratamento de úlceras e dor.
Suzana dos olhos NegrosTratamento de picadas de cobras, dores de ouvidos e ataques de vermes.
Nogueira pretaPoderoso antimicrobiano, anti-inflamatório e antioxidante natural.
LavandaAnsiolítico, calmante e regulador do humor.
Plantas Medicinais para Usar como Remédios

Ginkgo Biloba

Ginkgo Biloba

Ginkgo Biloba é uma das árvores mais antigas que existe, e amplamente utilizada na medicina tradicional chinesa. As suas folhas são encapsuladas ou envolvidas em comprimidos e extratos, podendo também serem secadas e consumidas através de uma infusão.

Ginkgo Biloba 1

O chá de gingko é conhecido como uma poderosa bebida para a saúde mental, podendo ser um auxiliar no tratamento de demência e doença de Alzheimer.

Essa árvore muito antiga pode ter até 600 mil anos de existência, como comprovado em espécies dos Estados Unidos e China. Acredita-se que o grande segredo que leva esse vegetal a sobreviver e se adaptar por milhares de anos é a sua capacidade de produzir seus próprios antioxidantes, antimicrobianos e hormônios protetores.

Ginkgo Biloba 2

Devido ao desmatamento chinês, o Ginkgo Biloba é uma árvore atualmente ameaçada de extinção.

Açafrão

Acafrao

O famoso tempero indiano também é conhecido como uma especiaria que pode fazer milagres para a sua saúde.

O açafrão é um pó de cor amarela que pode prevenir mutações no DNA e até mesmo agir como um preventor de câncer. Muito rico em antioxidantes, ele também pode ser utilizado auxiliando o tratamento de doenças de pele e artrite articular.

Acafrao 1

Ele pode ser consumido tanto como ingrediente na culinária quanto no seu formato de infusão ou suplemento (que pode ser em pó ou cápsula).

O uso do açafrão como planta medicinal tem pelo menos 4.000 anos, sendo uma das principais especiarias utilizadas no Ayurveda.

Ashwagandha

Ashwagandha

Conhecida cientificamente como Withania somnifera, a Ashwagandha é uma planta indiana utilizada como calmante, anti-inflamatório e relaxante mental. Ela é frequentemente recomendada para aliviar os sintomas da ansiedade, depressão e o burnout.

Ashwagandha é nativa da Índia e do Nepal, mas pode ser facilmente cultivada no quintal. Se trata de uma erva adequada para o tratamento de doenças neurodegenerativas, como Alzheimer. Ela é utilizada há pelo0 menos 3.000 anos como um ansiolítico.

Ashwagandha 1

Existem evidências, inclusive, que a Ashwagandha pode ser até mesmo utilizada no combate a depressão.

Ashwagandha 2

Para usufruir dos benefícios medicinais dessa erva, você deve adquirir o extrato de sua raiz, que é vendido em cápsulas, óleo ou pó, que pode ou não ser misturado em mel, água ou manteiga ghee. Por seu sabor, que desagrada a muitos, ela pode ser misturada com bebidas, vitaminas, iogurtes ou outras formas híbridas de consumo.

Beladona

Beladona 1

Cientificamente conhecida como Atropa belladonna, se trata de um arbusto florido nativo da Europa, África e Ásia, pertencente a família Solanaceae e que ocorre em ambientes úmidos e de sombra, como a beira de rios, lagos e represas.

Beladona 2

É extremamente necessário cuidado tanto ao manusear quanto ao plantar e cuidar da Beladona, uma vez que todas as suas partes são extremamente tóxicas, incluindo frutos, bagas, folhas, flores e raízes. A ingestão de uma só folha da beladona pode levar ao óbito.

Estudos apontam que o extrato da planta, devidamente extraído por um profissional e nas quantidades adequadas, pode fornecer um tratamento auxiliar para úlceras e para o alívio da dor.

Beladona 3

A planta é comercializada também de forma homeopática. Todavia, não existem evidências científicas que o seu uso homeopático de fato funcione.

Suzana dos Olhos Negros

Suzana Dos Olhos Negros

Também chamada de margarida amarela, a Suzana dos Olhos Negros é cientificamente conhecida como Rudbeckia hirta. Se trata de um arbusto anual florido pertencente a família Asteraceae, originado na América do Norte, mais especificamente em biomas estadunidenses.

Suzana Dos Olhos Negros 1

Podendo atingir até um metro de altura, as suas flores grandes lembram muito as flores de uma margarida. Quanto ao seu uso medicinal, essa planta conta com raízes ricas em propriedades que a fizeram ser utilizada em picadas de cobras, dores de ouvidos e o ataque de vermes.

Suzana Dos Olhos Negros 2

A infusão de suas raízes também é um poderoso remédio natural para resfriados.

Nogueira Preta

Nogueira Preta

Conhecida cientificamente como Juglans nigra, a Nogueira Preta é uma árvore nativa da América do Norte que pode viver até 200 anos. Elas são pouco resistente a secas e contam com gigantescas copas, que fazem sombra.

Nogueira Preta 1

As cascas de suas nozes são utilizadas de forma medicinal, como um poderoso antimicrobiano, anti-inflamatório e antioxidante. As suas cascas também são uma das poucas fontes naturais de iodo, que é extraído para o preparo de remédios para vermes intestinais em humanos e animais.

Nogueira Preta 2

Algumas pessoas também argumentam que a raiz da nogueira preta pode ser utilizada para emagrecer.

Lavanda

Lavanda

Presente no aroma de produtos de limpeza, cosméticos e outros, a lavanda é utilizada na produção de um poderoso óleo essencial utilizado como ansiolítico, para tratar os sintomas da ansiedade leve e moderada.

O óleo de lavanda também pode auxiliar na regulação do humor, no aumento do desempenho cognitivo, combater a insônia, além de conter propriedades anti-inflamatórias.

Lavanda 1

A lavanda também é uma excelente flor ornamental, que pode ser utilizada tanto como flor de corte, como compor vasos, canteiros e pátios. As suas flores são muito aromáticas e atraem abelhas para o jardim.

Lavanda 2

A espécie mais cultivada em casa é a Lavandula angustifolia. Ela exige um ambiente de pleno sol, um clima mais seco e moderado, além de um solo bem drenado. É possível iniciar o cultivo a partir de sementes.

Mais Plantas Medicinais

Confira mais plantas com potencial medicinal que pode curar diversas doenças:

  • Cardo santo: muito utilizado para aumentar a produção de leite em gestantes, assim como equilibrar os hormônios e aliviar dores menstruais. O cardo santo também é utilizado no tratamento de doenças do sistema digestivo e como um estimulante para o apetite.
  • Verbena azul: nativa da América do Norte, a Verbena azul é uma erva muito utilizada para tratar a ansiedade, a depressão, a insônia e problemas abdominais.
  • Borragem: se trata uma erva nativa da região mediterrânea que pode atingir até 60 centímetros de altura. As suas sementes são coletadas e utilizadas na produção de um óleo, que por sua vez é utilizado no tratamento de doenças degenerativas, dificuldades respiratórias, atrite e sintomas da menopausa.
  • Bardana: a bardana é uma planta que se adapta bem a diferentes tipos de solo e condições de luz, crescendo em praticamente qualquer lugar. Ela é utilizada no tratamento de doenças de pele, como o eczema. As suas raízes, folhas e sementes são ricas em propriedades benéficas e utilizadas na produção de remédios naturais.
  • Calêndula: apropriada para o cultivo em regiões tropicais, a calêndula é um arbusto florido que pode prosperar em praticamente qualquer tipo de solo. Ela é famosa por seu uso na composição de pomadas para tratar condições de pele, como feridas e queimaduras.
  • Pimenta Caiena: é bastante divulgado que as pimentas fazem maravilhas para a saúde. As pimentas caienas são arbusto anuais que podem atingir até quatro metros de altura. As pimentas inicialmente são verdes, e podem ser colhidas quando assumem a cor vermelha. Elas são conhecidas por promover a saúde vascular e metabólica. Existem também evidências que a pimenta caiena pode funcionar como um analgésico natural.

Veja também: Plantas que Umidificam o Ar

Qual planta te surpreendeu mais? Qual delas você vai incluir no seu jardim? Qual planta medicinal você acha que faltou na nossa lista? Comente abaixo!

Compartilhe nas Redes Sociais! :)

Facebook Twitter Pinterest Whatsapp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.