Palmeiras Washingtonia: Como Plantar e Como Cuidar [Guia]

Separamos as melhores fotos dessa plameira!

Publicado em e atualizado em: 19-03-2022 por Lory Aguiar

Você já ouviu falar sobre essa palmeira de nome complicado? Provavelmente não né!

A Washingtonia é um gênero botânico que pertence a família Arecaceae e possui duas espécies:

  • Washingtonia filifera
  • Washingtonia robusta

Vamos conhecer um pouco a respeito dessas belíssimas palmeiras, que são muito utilizadas no paisagismo.

filhote

Palmeiras Washingtonia filifera

Essa palmeira é originária da América do Norte, Estados Unidos e México e o clima é tropical, subtropical, equatorial e mediterrâneo. Ela é conhecida como:

  • Palmeira-de-saia
  • Palmeira-da-Califórnia
  • Palmeira-de-saia-da-Califórnia
  • Washingtonia-de-saia

Ela é nativa dos oásis nos desertos do Arizona, Califórnia e noroeste do México. Essa palmeira de estirpe único e cinzento pode atingir até 20 metros de altura e 80 centímetros de diâmetro.

filifera

Possui folhas grandes em forma de leque, que formam uma copa aberta.

Uma característica muito interessante dessa palmeira, é que as folhas mortas, ao invés de caírem como em outras palmeiras, elas persistem, criando desse modo uma saia volumosa pardo-amarronzada. Daí a origem do nome palmeira-de-saia.

filifera 1

Essa volumosa saia que se forma pode abrigar pragas, roedores e até mesmo pombos, sem contar que é muito inflamável. Desse modo a remoção dessas folhas é indicada em alguns casos.

Suas inflorescências possuem numerosas flores de um branco-amarelado, que dão origem a pequenos frutos de coloração vermelho escuro.

Cuidados e Cultivo

A palmeira-de-saia deve ser cultivada sob sol pleno, em um solo fértil, que seja muito bem drenado e enriquecido com matéria orgânica.

Essa planta pode ser transplantada com sucesso, tolera bem a sombra parcial durante o dia, o frio tropical e a salinidade do solo.

Sua multiplicação ocorre por sementes. A palmeira quando jovem pode ser plantada em vasos e utilizadas na decoração de interiores. No entanto, vale lembrar que ela precisa de bastante luminosidade.

no jardim

Washingtonia-de-saia no paisagismo

Essas palmeiras são muito indicadas para o plantio em majestosos grupos alinhados e ficam belíssimas em avenidas e ruas.

São muito utilizadas no litoral e encaixam-se perfeitamente em jardins tropicais e mediterrâneos. Deixam os jardins com um ar imponente e majestoso.

Todavia deve-se evitar o plantio dessa palmeira quando jovem, ao longo de caminhos e calçadas, pois os espinhos que ela possui nos pecíolos podem ferir as pessoas.

Nos dias atuais, essas palmeiras já estão deixando de fazer parte do paisagismo urbano, isso se deve ao fato, de elas necessitarem de cuidados frequentes como poda e remoção das folhas. Os municípios precisavam gastar muito dinheiro com a manutenção, por essa razão estão deixando de planta-las ao longo das avenidas.

Uma pena, pois as avenidas praianas ficam belíssimas com essas lindas palmeiras.

Palmeiras Washingtonia

Washingtonia robusta

Essa palmeira é nativa do sul da península de Baja Califórnia, no México e também no estado de Sonora, onde crescem em abundância.

A robusta pode ser encontrada por todo o mundo, nomeadamente em:

  • Espanha
  • Ilha da Reunião
  • Ilhas Canárias
  • Havaí
  • Nova Zelândia
  • Califórnia
  • Flórida

Essa palmeira pode crescer cerca de 20 a 25 metros de altura, sendo uma espécie muito variável, pois possivelmente hibridiza com outra Washingtonia filifera, resultando uma espécie de características intermediárias.

Veja também: Como Cuidar da Rosa do Deserto

Palmeiras Washingtonia 1

Ela também é conhecida por outros nomes populares como:

  • Palmeira-washingtônia
  • Palmeira-de-leque-do-México
  • Palmeira-de-saia
  • Palma-mexicana
  • Washingtônia-do-sul
  • Palmeira-de-abanico-mexicana
  • Palmeira-mexicana

As palmeiras washingtonia robusta e washingtonia filifera estão intimamente relacionadas e são muito semelhantes.

Conheça também a árvore de carvalho!

Cuidados com a washingtonia robusta

para casa

Essa planta é tolerante ao litoral, e adequada para climas mais úmidos, os climas são:

  • Subtropical
  • Equatorial
  • Oceânico
  • Mediterrâneo

A robusta é cultivada a pleno sol, em solo rico em matéria orgânica e muito bem drenado. No entanto pode sobreviver em solos mais pobres, até mesmo na areia.

É uma planta que quando estabelecida é resistente à seca, todavia cresce mais rápido quando recebe umidade adequada.

A adubação anual, durante o período de crescimento estimula o desenvolvimento dessa palmeira. Isso faz com que ela cresça rápido e de maneira mais saudável.

Essa palmeira em seu habitat nativo pode ultrapassar os 500 anos. Normalmente elas vivem até 200 anos, mas no seu próprio habitat, por ter a umidade certa para a sobrevivência dela, elas acabam tendo uma existência muito maior.

A remoção de folhas dessa planta, deve ser feita com muito cuidado para proteger a saúde dela.

É necessário poda-las, no entanto é preciso deixar intacto pelo menos 50{c0f19fa40dfc07ccf6433a1f318c385ab22de9a8174d3838b54850183d92a23c} das folhas verde. Isso ajuda a manter a saúde da planta, deixando-as mais bonitas e saudáveis.

No paisagismo

Washingtonia

A robusta é muito utilizada em praças, jardins e avenidas, podendo ser isoladas ou em grupos. Ela é considerada muito bonita quando jovem, mas com o passar do tempo vai perdendo a bela aparência. Mas na minha opinião elas são belíssimas em todas as fases de vida.

A taxa de crescimento dessa palmeira, é uma das mais rápidas entre todas as espécies comumente cultivadas.

Devido ao rápido crescimento, ela é a mais requisitada entre os paisagistas. Em climas quentes, com temperaturas acima de 25°C essas palmeiras podem crescer mais rapidamente.

Essas palmeiras se tornaram famosas depois dos jogos olímpicos de Los Angeles no ano de 1932, quando foram plantadas, formando lindíssimas alamedas.

Os paisagistas apreciam muito essas árvores no paisagismo, pois além de causarem um belíssimo impacto visual, ainda não exigem tantos cuidados.

No México essas belas palmeiras enfeitam as avenidas deixando um cenário cinematográfico. La elas crescem em abundância.

A robusta por ser mais alta e ter o tronco mais fino que a filifera é muito utilizada nos canteiros centrais de avenidas, deixando-as com rara beleza.

Veja o nosso artigo sobre a árvore guárea e como plantar cica.

Filifera e Robusta

robusta

Como pudemos ver, essas duas espécies de washingtonia são bastante parecidas, nos cuidados em geral. Ambas são muito utilizadas no paisagismo, enfeitando jardins, ruas e avenidas.

Acredito que a robusta é mais utilizada em avenidas por ser muito alta e possuir o tronco fino, enquanto a filifera enfeita os jardins tropicais.

Sem dúvidas, as palmeiras dão vida à qualquer ambiente onde sejam plantadas, deixando um cenário de encher os olhos.

Se amarrou nesse artigo?

Conhecer a história, as origens e seus significados é algo realmente fascinante.

Como vimos essas belas palmeiras, podem deixar as cidades muito mais bonitas, quando utilizadas no paisagismo.

Leia também: Wodyetia bifurcata e Jupati

E ai gostou desse artigo? Deixe seu comentário, sua sugestão, ajude-nos a disseminar o conhecimento.

Compartilhe nas Redes Sociais! :)

Facebook Twitter Pinterest Whatsapp

Você leu Palmeiras Washingtonia: Como Plantar e Como Cuidar [Guia]. O Meu Verde Jardim estará aqui para te ajudar sempre que precisar!

2 comentários em “Palmeiras Washingtonia: Como Plantar e Como Cuidar [Guia]”

  1. Elaine Pereira de Souza

    Tenho duas palmeiras em minha casa, elas cresceram muito rápido, mas suas folhas estão ficando amareladas oque eu posso fazer pra cuidar delas?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.