Como Fazer um Fertilizante Orgânico para Horta ou Jardim (GUIA)

Você pode fazer um fertilizante seguro com ingredientes que você tem em casa! Aprenda agora mesmo!

Publicado em e atualizado em: 09-01-2022 por Lory Aguiar

Um solo rico em minerais é fundamental para um jardim florido ou uma horta profícua. Todavia, nem sempre é possível contar com um solo rico. Nesses casos, você pode ter de adicionar uma compostagem orgânica ou apostar em algum fertilizante natural.

No guia de hoje do Meu Verde Jardim, trouxemos algumas opções seguras de fertilizantes naturais com o passo a passo completo de como fazê-los.

A função de fertilizantes orgânicos é fornecer nutrientes para as plantas. Além disso, eles podem alimentar fungos e bactérias presentes no solo que fertilizam naturalmente o solo.

A grande vantagem de se utilizar um fertilizante natural é que ele é livre de ingredientes tóxicos e sintéticos que podem contaminar o seu solo, além de poder ser prejudicial para o ecossistema do seu jardim.

O que é um fertilizante orgânico?

Quais sao os beneficios da compostagem

Vamos começar pela definição da coisa. Embora tenhamos pincelado ligeiramente na introdução, é importante definir os fertilizantes naturais, pois são comumente confundidos com outros produtos e que servem a outras funções.

Outra confusão comum que se faz são com os sintéticos, uma vez que existem lojas que vendem fertilizantes orgânicos e esses rótulos muitas vezes podem nos deixar confusos.

O fertilizante natural pode ser definido como toda aquele que se vale de fontes vegetais, minerais e animais em sua constituição de ingredientes. Isso pode incluir farinha de ossos, farinha de sangue, farinha de peixe, estrume, fosfato de rochas, farinha de alfafa, algas, compostagens, entre outros.

Você pode verificar a lista de ingredientes no rótulo do fertilizante comercial para saber se ele é de fato natural ou não.

Se você for comprar o seu fertilizante orgânico em uma loja, você vai encontrá-lo no formato líquido, granular e em pó. Cada formato serve melhor a um objetivo e a um tipo específico de planta.

Caso você queira aprender a fazer o seu próprio fertilizante natural com o nosso passo a passo, continue a leitura deste artigo.

Como Fazer um Fertilizante Caseiro Passo a Passo

compostagem com Cascas de Ovo

Ante de fazer o seu fertilizante natural, você deve fazer um teste de solo para detectar quais nutrientes que o seu solo necessita para um melhor desenvolvimento das plantas que você deseja cultivar.

Veja como fazer um fertilizante orgânico passo a passo:

  1. Cascas de banana: a banana é uma fonte excelente de potássio, um mineral adorado por muitas plantas. Para fazer um fertilizante caseiro com cascas de banana é muito simples. Basta triturar duas cascas de banana no liquidificador e jogar a mistura no solo antes de plantar. As suas flores vão ficar bem maiores.
  2. Borra de café: o café outra excelente fonte para uma compostagem caseira, sendo perfeito para quem vai cultivar tomates ou plantar rosas e azaleias. Você pode lançar a borra de café usada diretamente no solo.
  3. Resto de grama: cortou a grama? Não a jogue fora. Você pode criar um fertilizante rico em nitrogênio utilizando a grama. Basta encher um balde com restos de grama e aguarda a decomposição antes de aplicar ao solo.
  4. Esterco: o esterco de galinha, cavalo ou gado são excelentes fontes para uma compostagem caseira. Antes de aplicar ao solo, deixe o estrume descansar em um saco a sombra por alguns dias.
  5. Cascas de frutas e legumes: restos de frutas, legumes e outros vegetais podem ser fontes profícuas de um bom fertilizante caseiro. Para fazer esse fertilizante, basta bater o resto de alimentos no liquidificador.

Veja também: Como Usar Cloridato de Tiamina no Solo

Opções de Fertilizantes Naturais Prontos

O que sao fertilizantes

Veja outras opções de fertilizantes orgânicos:

  • Sulfato de potássio: esse produto pode ser derivado de fontes minerais, assim como pode ser criado sintetizamente em laboratório. Seu NPK é de 0-0-22, sendo uma boa pedida para solos pobres em potássio. Você pode encontrar esse fertilizante pronto em lojas de jardinagem online.
  • Farinha de ossos: esse fertilizante é produzido geralmente em locais de abate. Ele se vale da reciclagem de ossos de animais e é criada a partir da pulverização dos ossos. Por derivar de ossos, esse fertilizante conta com uma grande quantidade de cálcio, além de ter boas quantidades de fósforo.
  • Farinha de sangue: outro fertilizante feito a partir de locais de abate, que se vale da reciclagem de sangue de animais. Sua proporção NPK é de 12-0-0, sendo riquíssimo em nitrogênio. Só tenha cuidado, o excesso desse fertilizante pode queimar a folhagem das plantas.
  • Farinha de penas: aqui é uma opção para quem tem criação de aves. As penas podem ser utilizadas numa farinha para fertilizar o solo com um NPK de 7-0-0.
  • Alga líquida: outro produto vendido em lojas de jardinagens. Ele é produzido a partir da decomposição de algas marinhas em baixas temperaturas. Eis uma opção boa para fertilizar uma horta.
  • Emulsão de Peixe: eis outra opção rica em nutrientes, vitaminas e aminoácidos que podem tornar o solo mais profícuo. Uma das vantagens da emulsão de peixe é o rendimento, uma vez que é solúvel em água.

Perguntas e Respostas sobre Fertilizantes Naturais e Sintéticos

fertilizantes
O que é proporção NPK?

No rótulo de um fertilizante, é possível ver a proporção NPK, sejam eles naturais ou sintéticos. Esses são os três nutrientes mais presentes na fertilização, sendo eles o nitrogênio, o fósforo e o potássio. Nos fertilizantes sintéticos, a proporção NPK costuma ser maior do que em fertilizantes naturais.

Por quê fertilizantes naturais/orgânicos são melhores que os sintéticos?

Os fertilizantes naturais são uma melhor escolha por conta de, embora conterem menores proporções de macronutrientes (NPK), costumam ter uma liberação mais lenta de nitrogênio. Deste modo, você terá um solo rico em nutrientes por mais tempo apostando nos fertilizantes naturais.

Quais os benefícios dos fertilizantes naturais/orgânicos?

Uma das vantagens dos fertilizantes naturais é que eles contam com uma maior variedade de nutrientes do que fertilizantes sintéticos, embora contem com menores proporções de NPK. Outra vantagem é que eles costumam ser mais baratos, além de serem mais seguros e orgânicos do que os fertilizantes sintéticos.

Quais são as desvantagens dos fertilizantes naturais/orgânicos?

Não existem muitas desvantagens em utilizar fertilizantes naturais. Mas podemos citar algumas. Em primeiro lugar, eles podem demorar mais para decompor. E uma segunda desvantagem que eles contam com menores proporções NPK.

Quanto de fertilizante devo aplicar?

A quantidade de aplicação depende da planta e das instruções contidas no rótulo do fertilizante. No geral, é melhor errar para a escassez do que para o excesso. Pois a falta de fertilizantes não vai acabar com as suas plantas, mas o excesso pode causar diversos problemas para o seu jardim. Sinais de excesso de fertilizantes incluem deficiências de nutrientes, desequilíbrio no pH do solo e a queimadura de folhagens.

Quais são os sinais de deficiência em nitrogênio?

Folhas amareladas, além da queda e um crescimento lento.

Quais são os sinais da deficiência de fósforo?

As plantas não crescem muito e nem florescem, além de apresentarem raízes fracas.

Você ficou com alguma dúvida sobre o nosso tutorial de como fazer um fertilizante natural? Comente!

Compartilhe nas Redes Sociais! :)

Facebook Twitter Pinterest Whatsapp

Você leu Como Fazer um Fertilizante Orgânico para Horta ou Jardim (GUIA). O Meu Verde Jardim estará aqui para te ajudar sempre que precisar!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.